RADIO CLAMOR URGENTE

Principal RADIO PASTOR LOURIVAL PASTOR DARIO BÍBLIA

Dabasan Informática - Tudo para seu micro - Fones: - (65) 98163-0823 - 98409-3647 - 99242-5604 e 99944-3446 - E-mail: dabasan@hotmail.com


   NOMES BÍBLICOS e seus Significados



VIVENDO EM SOCIEDADE

Lição 7 - Relacionando-se nas Redes Sociais

Classe: Adolescentes
Trimestre: 3° de 2017
Revista: do Professor
Data da Lição: 13/08/2017
Editora: CPAD

TEXTO BÍBLICO

2 Timóteo 3.1,2
1 Lembre disto: nos últimos dias haverá tempos difíceis.
2 Pois muitos serão egoístas, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores, ingratos, desobedientes aos seus pais e não terão respeito pela religião.

DESTAQUE

"Alguns dizem assim: 'Podemos fazer tudo o que queremos'. Sim, mas nem tudo é bom. 'Podemos fazer tudo o que queremos', mas nem tudo é útil" (1Co 10.23).

LEITURA DEVOCIONAL


   SEGUNDA FEIRA Pv 8.13
   TERÇA FEIRA Ap 3.16
   QUARTA FEIRA Jo 10.10
   QUINTA FEIRA 1Co 10.23
   SEXTA FEIRA 1Co15.33
   SÁBADO Pv 17.17
   DOMINGO 1Co 10.23


OBJETIVOS

* Mostrar que as redes sociais não são boas ou más, depende do uso que fazemos delas.
* Enfatizar os perigos das redes sociais.
* Demonstrar os benefícios das redes sociais.

MATERIAL DIDÁTICO

Professor, para ministrar uma boa aula, é preciso que você tenha domínio do conteúdo. Para tal, antes de tudo o mais, faça uma boa pesquisa bibliográfica. Para a aula de hoje, sugerimos que você leia a parte cinco do livro Pronto - Cresci! E agora, da CPAD.
Se possível, providencie um computador ou tablet que tenha conexão com a internet.

QUEBRANDO A ROTINA

Nesta aula, sugerimos que você e seus alunos criem um perfil no facebook para a turma, ou então um blog. Caso você não saiba como fazer, não se sinta envergonhado de pedir a ajudados dos seus alunos, pois eles sem dúvida, já são especialistas no assunto. O objetivo é utilizar o espaço para discutir os conteúdos das lições.

Aproveite para fotografar as atividades que forem realizadas na classe e também para postá-las nas redes. Aproveite o tema e convide algum especialista nesta área para falar com os pais a respeito dos riscos e benefícios das redes sociais. A medida que os pais ficam mais informados a respeito do tema, eles ficam mais seguros e se sentem mais à vontade para deixar que os jovens participem das redes sociais. É importante conversar com os pais e ressaltar que eles devem determinar regras quanto ao horário e tempo de uso da internet.

ESTUDANDO A BÍBLIA

Vivemos num mundo mau, onde o amor está esfriando. Basta olhar os noticiários para ver a que ponto a maldade humana chegou. Neste mundo tenebroso, os adolescentes vêm sofrendo toda a sorte de violência. Os casos de abuso contra a criança e o adolescente, seja no mundo real ou virtual, aumentam a cada dia. Precisamos orar pelos jovens do nosso país, do nosso estado e da nossa classe. Seus alunos precisam da proteção e do cuidado de Deus, porém eles também precisam ser informados dos benefícios e dos perigos encontrados nas redes sociais. Durante a semana, interceda, junto ao Pai, pela vida e família de cada aluno. Lembre-se de que: "a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos" (Tg 5.16).

NA REDE

Você consegue imaginar um jovem que não esteja conectado ao Facebook, Twitter, Instagram? Não conseguimos nem imaginar, pois nunca o acesso às redes sociais foi tão amplo. Hoje, elas são um fenômeno social e acabaram se tornando um espaço bem democrático e até ajudaram a quebrar alguns tabus nas igrejas. Entretanto, quando o assunto é internet, geralmente os pais e os pastores ainda ficam muitos preocupados, e não é para menos. Certa vez, um jovem desesperado chegou a pedir: "Por favor, diga para os meus pais que não é pecado usar a internet e estar nas redes sociais. Você é professora e com certeza eles vão ouvi-la." Seus pais ficam preocupados com suas atividades online? Se sim, então fique feliz, pois é uma prova de que o amam e se preocupam com você. Basta olhar os noticiários para ver quanta coisa ruim está acontecendo. É claro que o cristão pode utilizar as redes sociais. Não podemos exagerar e dizer que é pecado! Aliás, você não vai encontrar na Bíblia nenhum texto bíblico que fale a respeito deste assunto, pois é uma atividade da vida moderna. Por não conhecerem o universo online, muitas pessoas acabam tendo um excesso de zelo, preocupação, e acabam enxergando somente os aspectos negativos do mundo virtual. Houve um tempo em que o rádio também foi muito criticado, e algumas igrejas proibiam seus membros de ouvi-lo. Tudo que é novo assusta. Apesar disso, como cristãos, devemos evitar todo e qualquer radicalismo. Devemos ser prudentes, equilibrados em nossas atitudes, palavras e até pontos de vista. Com as redes sociais não é diferente, precisamos utilizá-las com sabedoria, prudência e equilíbrio. A cada dia, o número de brasileiros online vem aumentado e grande parte deste número é de jovens como você. Como estes adolescentes estão se comportando nas redes sociais? Como você se comporta? O problema não são as redes sociais, e sim como as pessoas se comportam nelas.

AUXILIO DIDÁTICO 1

Professor, segundo uma pesquisa realizada pelo Comité Gestor de Internet no Brasil, "73% das crianças e adolescentes acessaram redes sociais em 2012". O número de jovens conectados vem crescendo assustadoramente. Outro estudo realizado pelo Comité "mostrou que as redes sociais são os principais chamarizes para os mais jovens, depois dos estudos". Por isso, temos visto que muitas escolas já estão utilizando o Facebook e os blogs como um recurso de ensino a fim de que os alunos discutam os conteúdos das aulas. Porque não utilizar na Escola Dominical este recurso que os jovens tanto gostam para que aprendam a Palavra de Deus?

PERIGOS!

Um dos muitos perigos que queremos chamar a sua atenção está no fato de que muitos jovens acabam se expondo demais. Além das fotos e vídeos que postam, acabam também mostrando seus sentimentos. Isso não é bom. O Facebook não é a sala de visitas da sua casa. Nem todos que acessam ao seu Facebook, Twitter ou Instagram são realmente seus amigos e querem o seu bem. Há pessoas que estão lá apenas para tomar conta da vida dos outros, criticar, distorcer suas palavras, espionar e julgá-lo. Nas redes, existem pessoais boas e más. Existem crentes, servos de Deus e satanistas. Alguns, além de bisbilhotar a vida alheia, acabam também espalhando comentários maldosos. Às vezes, você f az um comentário inocente, e daí as pessoas mail-intencionadas deturpam suas palavras e atribuem a você palavras e atitudes que não são suas. Quantos já não foram vítimas de calúnias nas redes? Precisamos ter cuidado com os mexeriqueiros, pois esta não é uma prática nova; mesmo assim, hoje, com as redes, um comentário maldoso tem proporções devastadoras. A Bíblia nos adverte: "Não ande espalhando mentiras no meio do povo, nem faça uma acusação falsa que possa causar a morte de alguém [...]" (Lv 19.16).

Infelizmente, pessoas utilizam indevidamente as redes sociais para espalhar mentiras e boatos. As palavras ferem e podem causar a morte. Saiba que Senhor aborrece a boca perversa (Pv 8.13). Tome cuidado e procure evitar fofocas e conversas indevidas. A Palavra de Deus declara que não devemos nos enganar quanto a assuntos que, a princípio, parecem nos despertar curiosidade, mas que, na verdade, "corrompem os bons costumes" (1 Co 15.33-ARC).
Não saia compartilhando ou curtindo qualquer coisa que achar engraçada. Às vezes, até pode ser "engraçado", mas é algo preconceituoso que fere os princípios bíblicos. Você precisa estar atento às mensagens que publica em seu perfil.

Outro perigo que podemos constatar é a diminuição do diálogo familiar. Muitos jovens já não conversam como deveriam com seus pais e irmãos, pois o tempo que sobra é gasto nas redes sociais. Solange Jobim e Souza, em sua obra Subjetividade em Questão, diz que "nos lares de hoje as famílias não mais contam suas histórias. O convívio familiar se traduz na interação muda entre as pessoas que se esbarram entre os intervalos dos programas da TV e o navegar através do éden eletrônico as infovias." Você concorda com o pensamento dessa autora?

Podemos ter milhares de amigos virtuais, podemos estar conectados às redes; porém, temos que investir nos relacionamentos em família e com amigos reais.

Vejamos o último perigo: O fato de que alguns adolescentes e jovens, e até mesmo crianças, acabem se viciando. O vício faz com que não estudem mais como deveriam, fazendo até mesmo com que alguns sejam reprovados. Conhece algum caso assim? Outros, infelizmente, acabam prejudicando a sua comunhão com Deus, pois deixam de ler a Bíblia e orar, pois todo o tempo é gasto com as redes sociais. Se as redes estiverem atrapalhando a sua comunhão com Deus é hora de colocar o pé no freio e parar. A falta de comunhão com Deus leva a mornidão espiritual, e uma das piores coisas que pode acontecer conosco é nos tornarmos crentes mornos: "Mas, porque são apenas mornos, nem frios nem quentes, vou logo vomitá-los da minha boca" (Ap 3.16). Em qual "temperatura" você está?

Pode parecer exagero, mas na China o problema foi diagnosticado como uma doença. É a chamada IAD (sigla em inglês para distúrbio de atenção de internet).

Alguns jovens têm que ser internados pelas famílias para tratamento. Tudo que vicia e escraviza o homem não procede de Deus, mas, sim, do Diabo. A Bíblia diz que ele veio para matar, roubar e destruir, mas Jesus veio ao mundo para nos libertar e nos dar vida abundante (Jo 10.10). É triste, mas segundo um estudo do Hospital das Clínicas de São Paulo, divulgado recentemente no Brasil, já são 8 milhões de viciados em internet. Algo realmente preocupante e alarmante.

AUXILIO DIDÁTICO 2

Professor, leia com atenção as dicas de Michael Ross para acessar a internet e as redes sociais. Em classe, informe os seus alunos a respeito das dicas e discuta com eles cada uma delas.

Dicas de sobrevivência na internet
1) Não use o computador depois que o resto da família estiver na cama. Assim como as ruas da cidade, a Internet é mais perigosa quando atravessada no escuro.

2) Seja sábio. Isso é particularmente verdade na Internet: Não fale com estranhos.

3) Proteja a privacidade de sua família. Nunca divulgue o seu nome, endereço, número de telefone ou qualquer outra informação pessoal na Web.

4) Nunca vá conhecer alguém pessoalmente sozinho. Se você descobrir alguém na rede com quem queira se encontrar no mundo real, tenha certeza de que seus pais estão com você e certifique-se de que o encontro aconteça em local público.

5) Nunca acesse sites pornográficos. Satanás tentará lhe falar o contrário, especialmente no calor do momento, mas tais sites são perigosos para a sua alma e seu futuro matrimônio.

6) Ouça sua mãe e seu pai. Quando eles lhe pedirem para se desconectar, faça-o.

7) Socialize-se. Faça pelo menos uma atividade social não relacionada com computador, com pessoas reais. (ROSS, Michael. Cresci e agora? 1ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2013, p. 169).

FAZENDO UMA LEITURA CRÍTICA

Diante de tontos malefícios, fica a pergunta: É lícito interagir com as redes sociais? Para o cristão, todos as coisas são lícitas, mas nem tudo é proveitoso ou edificante (1Co 10.23). Devemos fazer uso do universo online com prudência e discernimento. Podemos desfrutar das redes sociais, desde que sejamos cuidadosos e tenhamos limites. É importante ressaltar que, nas mídias sociais, encontramos pessoas que possuem todo o tipo de ideologia, além de comunicarem suas crenças e valores. Michael Palmer, no livro Panorama do Pensamento Cristão, diz que "os cristãos que veem a cultura de mídia de entretenimento têm de apender a ler essas imagens e rejeitar as que são incompatíveis com os padrões cristãos e a Escritura". Esse é o problema. Quantas crianças, jovens e adolescentes conseguem fazer essa leitura? E difícil! Precisam ser ensinado s a fazer isso. Será que você faz essa leitura? Ou será que ingere tudo sem questionamento?

AUXILIO DIDÁTICO 3

Professor, não deixe de pesquisar e comentar com os alunos a respeito do movimento Black Bloc que vem crescendo no Brasil. Tal movimento eclodiu nas manifestações que ocorreram no mês de junho em todo o Brasil, em 2013, e acabou crescendo devido às redes sociais, pois os encontros são marcados por intermédio da rede, que ajuda a disseminar o ideal do movimento num curto espaço de tempo. Segundo o pesquisador e professor da USP, Pablo Ortelhado, esta denominação, Black Bloc, surgiu na Alemanha lá pela década de 80. No início o objetivo era uma ecologia radical. A partir dos anos 90 o movimento chegou aos EUA e se tornou símbolo de ataque às grandes corporações financeiras e midiáticas.
Promova um debate com os alunos a respeito deste movimento. Vocês podem discutir as seguintes questões: "Qual deve ser a postura do crente diante deste movimento?" "Black Bloc são vândalos ou pessoas com um ideal político?"

Recapitulando

As redes sociais não são essencialmente boas ou más. Depende muito do uso que você vai fazer delas. Utiliza-a para ajudar as pessoas, evangelizar e glorificar o nome do Senhor. Examine tudo, mas retenha somente o que é bom e reto, valorizando o que é carreto. Se Jesus hoje fosse entrar no seu perfil, você teria algo do que se envergonhar? Pense nisso!

Refletindo

1. Para você, qual o objetivo das redes?
R- Para o crente o objetivo deve se estabelecer relacionamentos saudáveis.
2. Destaque alguns pontos negativos e como devemos nos relacionar nas redes sociais.
R- Deixar de orar e ler a Bíblia para ficar nas redes sociais é um dos pontos negativos; precisamos nos relacionar com sabedoria e discernimento.
3. Você se relaciona criticamente como a mídia?
R- Resposta pessoal.

Fonte: CPAD - Casa Publicadora das Assembléias de Deus


HOME          PORTAL